CCATES

História

Em 1996 pesquisadores da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) se reuniram e criaram o Grupo de Pesquisa em Farmacoepidemiologia (GPFE) para desenvolver pesquisas no âmbito da Saúde Coletiva e Assistência Farmacêutica.

A necessidade de apoiar o desenvolvimento de políticas públicas no campo da economia da saúde, em especial da farmacoeconomia, culminou com a criação, em 2004, do Grupo de Pesquisa em Economia da Saúde (GPES).

Em âmbito nacional, o Departamento de Ciência e Tecnologia (DECIT) do Ministério da Saúde convidou inúmeros pesquisadores dessas áreas para integrarem, desde 2008, a Rede Nacional de Avaliação de Tecnologias em Saúde (REBRATS).

Da confluência dessas iniciativas e da necessidade de se abrir um canal para a sociedade e os gestores nasceu, em 2009, o Projeto do Centro Colaborador do SUS para Avaliação de Tecnologias e Excelência em Saúde (CCATES). Seu objetivo é contribuir decisivamente para a tomada de decisão em saúde por meio da geração, articulação e disseminação de informações de forma independente e sem finalidades lucrativas.

Desde sua criação, o Centro faz parte da REBRATS e possui parceria institucional com o Ministério da Saúde e a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais.

O CCATES é fundamentalmente interdisciplinar, contando com pesquisadores e colaboradores das áreas de Farmácia, Medicina, Economia, Estatística, Direito e Informática que desenvolvem estudos e ações com elevado padrão técnico-científico nas áreas de epidemiologiafarmacovigilância e economia da saúde.

Dentre muitas atividades, o Centro Colaborador faz a análise de solicitações administrativas e judiciais de medicamentos, procedimentos e dispositivos médicos e elabora pareceres rápidos sobre assuntos relevantes à área da saúde, como, por exemplo, sobre políticas públicas e disponibilização de tecnologias ao público.

O Centro atua na chamada Medicina Translacional que consiste na transferência e incorporação do conhecimento biomédico básico na tecnologia de saúde, como medicamentos, dispositivos médicos e políticas públicas. Em conjunto, o CCATES faz o Monitoramento do Horizonte Tecnológico, que consiste na prospecção de tecnologias emergentes para possibilitar o planejamento estratégico em Saúde.

Para avaliar os resultados das tecnologias em saúde incorporadas ou com perspectiva de incorporação pelo Sistema Único de Saúde (SUS), o Centro realiza análises da Efetividade Clínica por meio da interação direta com os pacientes/usuários e da avaliação de fontes indiretas de informação, como prontuários médicos e bases de dados administrativas.

Para divulgar e disseminar evidências científicas de maneira independente aos prescritores, O CCATES atua no Detalhamento Acadêmico, que é a visitação médica para contribuir com a prática da medicina baseada em evidências.

Todas as atividades desenvolvidas pelo CCATES têm em vista a garantia do acesso universal e igualitário da população às ações e aos serviços de saúde por meio da facilitação da discussão e tomada de decisão por profissionais de saúde e gestores. Em última instância, o trabalho do Centro objetiva a melhoria da efetividade dos tratamentos para o indivíduo e a sociedade.

Publicações mais Populares