CCATES

Eficácia e segurança da testosterona no tratamento de disfunção sexual masculina

PTC 08/14

DOI: 10.13140/2.1.2238.2884

Autores: Mariana Michel Barbosa, Haliton Alves de Oliveira Júnior, Augusto Afonso Guerra Junior, Francisco de Assis Acurcio

RESUMO EXECUTIVO

Tecnologia: Testosterona

Indicação: Disfunção sexual masculina

Caracterização da tecnologia: Testosterona é um hormônio esteroide que é produzido naturalmente pelos testículos, e em quantidades muito menores pelos ovários nas mulheres e pelas glândulas suprarrenais em ambos os sexos. A testosterona é responsável pelo desenvolvimento e manutenção das características masculinas normais, sendo também de extrema importância para a função e o desempenho sexual.

Pergunta: A testosterona é eficaz e segura no tratamento de homens com disfunção sexual?

Busca e análise de evidências científicas: Foram pesquisadas as bases The Cochrane Library (via Bireme), Medline (via Pubmed), LILACS e Centre for Reviews and Dissemination (CRD). Buscouse revisões sistemáticas (RS) de ensaios clínicos que comparassem a testosterona com placebo ou outras opções terapêuticas para o tratamento da disfunção sexual. A busca também compreendeu avaliações de tecnologias em saúde (ATS) em sites de agências internacionais e na Rede Brasileira de Avaliação de Tecnologia em Saúde. Foram selecionados estudos publicados em inglês, português ou espanhol.

Resumo dos resultados dos estudos selecionados: Foram incluídos nove estudos: Duas revisões sistemáticas e sete ensaios clínicos randomizados. As revisões demonstraram que o uso de testosterona é moderadamente eficaz em homens com nível baixo a médio de testosterona. Porém essas revisões apresentavam uma qualidade de evidência baixa e muito baixa. Os ensaios clínicos randomizados incluídos apresentaram resultados distintos entre si, devido à variabilidade do tipo de participante de cada estudo. Além disso, muitos ensaios clínicos apresentaram resultados sem significância estatística. Nenhuma avaliação de tecnologia foi encontrada.

Recomendações: Baseando-se nas evidências de eficácia disponíveis pela avaliação dos estudos incluídos e considerando a falta de padronização na definição da concentração sérica crítica para o diagnóstico de hipogonadismo, da  osologia adequada e da dose inicial de testosterona usada na terapia de reposição hormonal, a intensidade da recomendação deste PTC é fraca a favor do uso da testosterona no tratamento de homens, considerados hipogonádicos, com disfunção sexual. Para homens com níveis normais de testosterona, não há indicação do uso da mesma. Dos estudos incluídos, poucos relataram desfechos de segurança, não sendo possível concluir se a testosterona é ou não segura no tratamento da disfunção sexual. Desta forma, concluiu-se que existe necessidade de estudos que incrementem  nível de conhecimento sobre o tema, para que seja possível estabelecer uma recomendação mais plausível sobre o uso da testosterona no tratamento da disfunção sexual masculina.

Adicionar Comentário